Torneios de Canastra e Truco dos vestuaristas acontecem neste sábado PDF Imprimir E-mail
Notícias - Eventos
Sex, 01 de Agosto de 2014 04:57

    Acontecem neste sábado (2 de agosto) os já tradicionais Torneios de Canastra e Truco dos Trabalhadores Vestuaristas, promovidos pelo STIV há quase uma década, sempre com sucesso absoluto de público. O Torneio começa às 14 horas, na sede do Sindicato. A estimativa do secretário-geral do STIV e coordenador do evento, José Pedro Soares, é de que aproximadamente 170 vestuaristas participem dos Torneios, sendo 31 duplas para a canastra e 54 para o truco. “É uma atividade já conhecida entre os trabalhadores e temos praticamente o mesmo número de inscritos do ano passado”, informa José Pedro. Os Torneios são para todos os vestuaristas, independentemente de serem sindicalizados ou não.

    A iniciativa faz parte do projeto de integração e lazer do Sindicato e José Pedro Soares cita uma particularidade, que é a participação de casais nos Torneios, que aumenta a cada ano. “O trabalho sindical não se resume à luta por melhores salários. Também priorizamos o lazer e a integração entre trabalhadores e Sindicato”, explica o secretário-geral, salientando que a participação de casais foi uma grande e boa novidade, pois “estamos mostrando que é possível trazer para o Sindicato toda a família”. Os torneios vão premiar, com troféu e dinheiro, as cinco equipes melhores classificadas, em cada modalidade. 

    Ainda este ano o STIV realiza a já tradicional Festa da Criança, no dia 27 de setembro em Jaraguá do Sul, e no dia 18 de outubro, em Massaranduba, sempre com a participação de milhares de crianças e pais. Já no dia 22 de novembro, no Parque Municipal de Eventos, acontece o Encontro com os Aposentados associados e, no mesmo mês (ainda sem data definida), o Torneio de Pênaltis masculino e feminino, na Recreativa do Sindicato.

 
Plebiscito Popular quer Reforma do Sistema Político PDF Imprimir E-mail
Notícias - Vida de Trabalhador
Qui, 31 de Julho de 2014 10:27

   Na Semana da Pátria – 1° a 7 de setembro – a população brasileira com idade acima de 16 anos está convocada a participar do Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva e Soberana para mudar o Sistema Político do Brasil. O Plebiscito envolve várias entidades dos movimentos sociais, sindicais e organizações políticas. A divulgação e a convocação é feita por comitês espalhados pelo País e em Jaraguá do Sul existe um, que funciona junto ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sinsep), à rua Marina Frutuoso, 955. 

    Nós, do STIV, somos a favor do Plebiscito porque também queremos uma reforma do sistema político e essa reforma pode acontecer se a maioria dos eleitores votarem "sim" à proposta, que é criação de uma Constituinte que vai lidar exclusivamente com as possíveis mudanças do sistema político brasileiro. A pergunta será uma só: "Você é a favor de uma constituinte exclusiva e soberana sobre o sistema político?” A reforma política é uma antiga reivindicação da sociedade porque, entre outros motivos, teremos condições de enfrentar o poder econômico nas eleições, garantir a representação popular e aperfeiçoar a democracia representativa.

    A cada dois anos assistimos o poder do dinheiro nas campanhas eleitorais e o resultado disso é a eleição de um Congresso Nacional que não nos representa, de políticos que fazem parte de uma minoria e que não atende as reais necessidades e bandeiras de luta da classe trabalhadora.

    As leis brasileiras permitem que somente o Congresso Nacional convoque um Plebiscito. Entretanto, desde o ano 2000, os movimentos sociais começaram a organizar plebiscitos populares sobre temas diversos (o Plebiscito contra a Alca, por exemplo). O Plebiscito Popular permite que milhões de pessoas, a maioria do povo, expressem a sua vontade política. Vai resultar na criação de uma Constituinte Exclusiva, formada por parlamentares que decidirão sobre um tema importante na nossa vida. Nesse caso, os movimentos querem que o povo decida sobre uma Constituinte Exclusiva, apenas para mudar o sistema político do país. 

   

   E, então, você é a favor?

 
Aniversário de Jaraguá do Sul: 138 anos de muito progresso PDF Imprimir E-mail
Notícias - Notícias
Qui, 24 de Julho de 2014 14:14

   Amanhã, 25 de julho, nossa cidade comemora 138 anos de história. Jaraguá do Sul está entre as cidades que mais crescem em todo o país, há muitos anos, e os trabalhadores e trabalhadoras do setor do Vestuário têm tudo a ver com esse crescimento. Nosso Sindicato é um instrumento de luta na defesa dos Vestuaristas. Diz a lenda que a história de Jaraguá do Sul começou em 1864, quando a princesa Isabel recebeu como presente de casamento várias glebas de terra localizadas neste Vale, habitado por índios tupi guarani e que moravam no Morro do Boa Vista, posteriormente ocupado pelos negros.

    Na escola todos aprendemos a história de Jaraguá do Sul, colonizada por Emílio Carlos Jourdan e desbravada por imigrantes, especialmente alemães e italianos. Chegaram para traçar, de forma definitiva, o perfil de povo trabalhador e ordeiro pelo qual somos nacionalmente conhecidos. A participação dos negros, esquecida por mais de século, começa a ser reconhecida pela população.

    A participação de migrantes também vem sendo resgatada por historiadores de forma mais recente ainda. Às etnias alemã, italiana, húngara, polonesa se juntaram povos de todos os estados brasileiros, cujo fluxo migratório teve seu auge nas décadas de 70 e 80.

    Somos aproximadamente 156 mil habitantes, sendo a maioria trabalhadores de fábricas. Somente no setor Têxtil e do Vestuário, na região, somamos mais de 25 mil trabalhadores e trabalhadoras, dos quais 17 mil em Jaraguá do Sul, que transformaram essa cidade em um dos principais polos têxteis e vestuaristas do país.

    A vocação para o trabalho, marca registrada do jaraguaense, é algo que nos dá orgulho e satisfação. Somos um povo com forte desejo de crescer e dividir esse crescimento entre todos os que hoje fazem a história diária de nossa linda e gigante Jaraguá do Sul. Muito obrigado Jaraguá do Sul pela grandeza de sua gente, pela solidariedade de seu povo.

 
Parabéns Jaraguá do Sul PDF Imprimir E-mail
Notícias - Notícias
Qui, 24 de Julho de 2014 10:05


 
Violência na região aumenta a cada dia PDF Imprimir E-mail
Notícias - Vida de Trabalhador
Qui, 17 de Julho de 2014 10:17

    Jaraguá do Sul continua crescendo e com ela, a violência. Recentemente ficamos sabendo de mais uma atitude covarde que abalou a vida de uma família inteira. Trata-se de agressão seguida de morte causada por um menor de idade na vizinha Guaramirim. Não passa um dia sequer sem que tenhamos conhecimento de mais uma tragédia, como a do pai que simula o sequestro da própria filha, do companheiro que espanca a mulher e de tantos outros casos, contrariando tudo o que se pensa e sente sobre respeito e dignidade.

    A violência tem se feito presente em todas as suas formas, causando perplexidade e revolta à sociedade.

    É nessa hora que a gente pensa: onde a humanidade errou tão feio para estarmos em uma situação de medo permanente de tudo e de todos? Lutamos por uma vida melhor e, para alguns, a tão almejada vida melhor é ceifada violentamente seja por um tiro de arma de fogo ou no trânsito, outra forma de violência tão ou mais mortal como uma bala de revólver.

    A cidade de Jaraguá do Sul, sem dúvida, não é mais a mesma. Já não podemos dormir de janela aberta e tampouco atravessar a rua sem olhar para os lados. A cidade mudou e a população acompanhou essa mudança e hoje, estarrecida, olha para o passado, em busca do tempo onde os crimes, a violência e as agressões aconteciam em menor escala. O mundo mudou e com ele, Jaraguá do Sul. Nossa cidade, nosso povo, tem enfrentado uma onda crescente de violência de todos os tipos, desde assalto a caixas eletrônicos a assassinatos a sangue frio, por motivos fúteis.

    O que fazer para mudar essa realidade é a pergunta que muitos setores da sociedade estão fazendo e tentando encontrar respostas. Nesta busca não podemos deixar de lado a obrigação de encontrar os verdadeiros motivos por trás de determinados fatos. A compreensão e o respeito à vida se aprendem com bons exemplos. Se a violência cresce a cada dia é porque os exemplos ruins são maiores que os bons exemplos. “Afinal, quem planta ventos colhe tempestade”.

 
«InícioAnterior12345678910PróximoFim»

Página 1 de 24
Joomla templates, personal hosting.